Jump to content


Photo

Vamos levar um papinho sobre o talento ?


  • Please log in to reply
41 replies to this topic

#1 Prof.Ivan Meyer

Prof.Ivan Meyer

    Fundador do Explicasax

  • Administradores
  • 13.559 posts
  • Gender:Male
  • Location:Pouso Alegre - Sul de Minas Gereais
  • Interests:Música e natureza

Posted 22 junho 2010 - 10:54

Vamos levar um papinho?

Escreví isso abaixo para explicar algumas coisinhas que alguns não entendem ok

Sabe por que uns conseguem e outros não? Se todos começamos da mesma maneira, ou seja, alguém te ensinou a montar o sax, a colocar a palheta na boquilha, a fazer a embocadura e depois colocar os dedos no sax, arrumar sua postura no instrumentos, aprender as notas o nome delas, enfim aprendeu a tocar o instrumento.

Mas por que uns vão mais longe enquanto outros simplesmente estacionam?
Essa pergunta eu sempre carreguei comigo desde muito cedo, quando eu comecei a estudar o saxofone, e eu descobri o porquê: descobri que o que faz a grande diferença não é a marca do sax ou da boquilha, e muito menos a idade. O que a faz é a força de vontade que cada um carrega consigo. E isso não implica só querer. É necessário ter atitude, e este é o grande segredo do sucesso musical de alguns.
Fazer, fazer por prazer, sem espera de um resultado imediato. Simplesmente fazer, e deixar o resultado tornar-se conseqüência. As vezes improvisamos mal, trocamos as notas, perdemos o rítmo, erramos uma série de coisas. Mas erros não são resultados e sim indicadores que, por meio da prática, mostram o caminho do acerto. Por isso digo que não existe resultado para um músico, e sim conseqüência dos estudos.
Se você for a pessoa mais talentosa do mundo, ainda sim a sua conseqüência será desastrosa se não tiver uma disciplina para trabalhar este talento. O talento nunca levou ninguém a lugar nenhum. Guarde bem estas palavras: Na música, o talento por sí só não é o suficiente quando se trata de um instrumentista. É preciso trabalhar esse talento e a improvisação. Por mais que você pense que seja talentoso, estará cometendo um erro ao desprezar o trabalho, pois a improvisação é uma conseqüência não do talento, mas sim do trabalho, do fazer, e é nisso que você precisa acreditar. Isso sim faz a diferença. Como eu já havia dito, o trabalho e a disciplina desenvolvem o talento. O talento isolado é imóvel, é só o talento nato de cada um, que muitas e muitas vezes é superado pelo talento trabalhado de outros músicos e artistas, que nem sempre nasceram com o mesmo privilégio.
Então, mesmo que você sinta que seu talento é pequeno, acredite na sua capacidade para desenvolver seu talento em um nível tão alto que assustará até os mais talentosos dos mortais, porque o talento nato não cresce. O talento é uma pedra bruta que só terá valor se for lapidada, do contrário não valerá nada aos olhos das pessoas que o olharem! Por isso acredite na sua lapidação, no seu trabalho, e se esforce para fazer algo, pois é essa a única maneira de você mesmo superar o seu próprio talento e assim conseguir vítórias e mais vítórias que serão muito mais importantes e verdadeiras para você. Elas terão maior valor pois serão conquistadas pelo seu trabalho, pois você não nasceu rico, você se fez rico de talentos que jamais existiriam sem o seu trabalho e esta é a grande diferença entre os músicos.
Os que tem pouco talento geralmente são os que tem a maior força de vontade e fazem o talento deles mesmos parecer insignificantes perto da grande conseqüência de seus trabalhos.
Por isso acredito no seu estudo, no seu fazer, na sua disciplina, e você mesmo verá seu talento crescer e dar os frutos que jamais havia imaginado. Basta você dar ao seu talento a chance de poder crescer, assim como fez e fazem tantos artistas neste imenso planeta por tantos e tantos anos. "Acreditando e trabalhando para desenvolver". O resto é sem importância, é uma simples conseqüência do que fazemos ou não fazemos.
Abrs
Prof.Ivan Meyer


#2 Saxlover

Saxlover

    Usuário

  • Membros
  • Pip
  • 35 posts

Posted 22 junho 2010 - 11:48

Tópico extremamente motivador!

#3 Samuel.Grego

Samuel.Grego

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 2.240 posts
  • Gender:Male
  • Location:Limeira - SP
  • Interests:Saxofones, Piano e JAZZ

Posted 23 junho 2010 - 08:36


Sábias as palavras do mestre Ivan. Sem disciplina e métodos acredito que não chegaremos em lugar nenhum.

Ivan e para você, qual é a importância dos métodos ? Não digo só métodos em si (os books da vida), digo ter um método racional lógico para trabalhar sobre ele. Como ter um método eficiente de estudo que nos dê a certeza que vamos chegar lá ?

Digo isso pois trabalhar em cima de uma música, uma brincadeira não é a mesma que trabalhar sobre um estudo, é ?

Abs,
The axe, the bottle and the rope.

#4 Moisés Fernandes

Moisés Fernandes

    Usuário Destaque

  • Membros
  • PipPipPipPip
  • 646 posts
  • Gender:Male
  • Location:Mauá-SP
  • Interests:Aprender esse maravilhoso Instrumento

Posted 23 junho 2010 - 09:25

Aqui também tem uma explicação bem legal




http://www2.ivanmeye...amp;hl=camiseta
"Aprendo Sax só pra ti adorar meu Deus"

Pois tu és digno de toda a minha adoração



"Quer tocar Afinando e com um Belo
Timbre ? então estude isso"


http://www2.ivanmeye...showtopic=27187

http://www2.ivanmeye...amp;hl=afinador

Muitos Playbacks

http://www2.ivanmeye...showtopic=35411

Sax-Alto e Sax-Soprano

Sax-Tenor ainda não tenho mais aceito Doações



#5 JANSENSAX

JANSENSAX

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.454 posts
  • Gender:Male
  • Location:brasilia

Posted 23 junho 2010 - 09:51

Muio boa mestre IVAM!!!
Tenho um exemplo pra dar, que aconteceu comigo, quer dizer esta acontecendo.

Tenho dois alunos, Jefferson e Wender.
Wender nasceu com seu pai envolvido com música (violão e canto), com 4 anos de idade ele ja tocava violão, o muleque é bom de ouvido, bom mesmo, sem contar com a facilidade de aprender as coisas.
Jefferson foi criado numa familia nada músical, e tambem sofre com nervosismo, quando ele é precionado e não consegue atingir o objetivo, ele se desespera.

Agora vamos ao que enteressa!!!

Hoje, Jefferson se desenvolveu muito bem, esta tocando sax otimamente, porém Wender também toca bem, mais não conseguiu chegar ao nivel do Jefferson. Porque todos exercícios que passo para ambos, Jefferson treina até aprender começando lentamente e progredindo até aprender o exercicio passado, porém Wender pega o exercicio e por mais difícel que seja, ele tenta axecutar o axercício de primeira vista, e ai se ele conseguir, mérito dele mas, se não conseguir, ele pula aquele exercicio. Wender tem facilidade de aprender, porém não tem percistência, então de nada vale a facilidade de aprender se não à empenho em aprender, mas Jefferson é percistente por isso Jefferson com dificuldades de aprendizado, sem ter conhecido música desde pequeno se desenvolveu e é um bom saxofonista e Wender que nasceu no meio da música e tem facilidade em aprender não conseguiu se desenvolver como Jefferson.


um grande abraço mestre!!!!!

SAX ALTO AMATI KRASLICE AAS 22
SAX ALTO SELMER REFERENCE 54
Boquilha: Vandoren Jumbo java a45
Boquilha: Selmer Jazz 7 METAL sax Alto
Boquilha: Gerenica Jazz 7 METAL sax Alto
VIOLÃO MENPHIS AC39NA
GUITARRA CONDOR ROCK
Equipamento de audio

Mesa de efeitos: Behringer1002fx
Microfone: microfone JTS cx 508

#6 M á r i o

M á r i o

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.239 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo (interior)
  • Interests:Interação com todos os saxofonistas

Posted 23 junho 2010 - 10:03

Realmente... onde há disciplina e dedicação o resultado sempre será o progresso... mas mesmo pra se obter sucesso na aprendizagem, também há a necessidade de boa orientação e um eficiente e bem elaborado programa de estudo, por isso reforço o questionamento no colega Samuel.Grego: Como ter um método eficiente de estudo que nos dê a certeza que vamos chegar lá ?

Abraços!!!
MÁRIO SAX

Música... a eterna busca da perfeição!!!

Sax Soprano: Eagle SP502
Boquilha: Vandoren V5 S35 e S25
Palheta: Vandoren Java 2,5

Sax Alto: YAS 62 II
Boquilha: Ivan Meyer Pop 8* (2,50mm)
Boquilhas: Vandoren JJ A55, JJ A45 e JJ A95
Palheta: Ricco Select Jazz 2H Filed

Teclado Yamaha TSR185

Clarinete: Michael WCLM45 Bb
Boquilha: Fuks mod Vandoren 5JB
Palheta: Vandoren Tradicional 3


Blog: Saxofone e Música

#7 leide

leide

    Usuário

  • Membros
  • Pip
  • 73 posts
  • Gender:Female
  • Location:paracatu-mg
  • Interests:aprender a tocar com mais perfeição

Posted 23 junho 2010 - 11:47

concordo com o texto e uma frase que ouvi e numa mais me esqueci, a pratica e que leva a perfeição, hj aplico essa frase em quase tudo que vou fazer principalmente na musica e tem dado certo também.

#8 Prof.Ivan Meyer

Prof.Ivan Meyer

    Fundador do Explicasax

  • Administradores
  • 13.559 posts
  • Gender:Male
  • Location:Pouso Alegre - Sul de Minas Gereais
  • Interests:Música e natureza

Posted 23 junho 2010 - 01:57

QUOTE(Samuel.Grego @ 23/06/2010 - 08:36) <{POST_SNAPBACK}>
Sábias as palavras do mestre Ivan. Sem disciplina e métodos acredito que não chegaremos em lugar nenhum.

Ivan e para você, qual é a importância dos métodos ? Não digo só métodos em si (os books da vida), digo ter um método racional lógico para trabalhar sobre ele. Como ter um método eficiente de estudo que nos dê a certeza que vamos chegar lá ?

Digo isso pois trabalhar em cima de uma música, uma brincadeira não é a mesma que trabalhar sobre um estudo, é ?

Abs,


Samuel, me fizeram uma entrevista na comunidade de Violinos no orkut onde eu sou um dos moderadores rsss

As perguntas foram muito interssantes e estou colocando ela aqui pois vai responder bem a sua pergunta smile.gif

O link é este aquí :http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=135904&tid=5359745261356527847

PERGUNTAS FEITAS PELO VIOLINISTA GUILHERME DA COMUNIDADE VIOLINOS .

GUILHERME PERGUNTA :
Ivan, eu tenho algumas perguntas.

1. como foi sua formação musical? com qual instrumento você iniciou e como adquiriu uma alta proficiencia no cello e em varios instrumentos de sopros?

2. como voce encara a diferença no estudo da musica erudita e da musica popular, no que diz respeito a tecnica e linguagem? o que te toma mais tempo de estudo?

3. eu vejo vc sempre muito empenhado em alguma nova empreitada, seja no estudo do oboe, gravações de jazz com flauta doce ou na construção do explicasax. quais são hj as suas aspirações como musico e professor? vc tem planos para medio e longo prazo que possa dividir com a gente?

4. quais são as caracteristicas mais importantes em um musico ou de um estudante de musica na sua opinião? o que alguem deve buscar para se tornar uma pessoa musical e um profissional de respeito?


Respondendo ao Guilherme Pergunta 01
1. como foi sua formação musical? com qual instrumento você iniciou e como adquiriu uma alta proficiencia no cello e em varios instrumentos de sopros?

R : Guilherme, minha formação musical foi no conservatório tradicional de música regido pelo M.E.C. ou seja um conservatório estadual da cidade de Pouso Alegre -MG .Dos 9 aos 11 anos fui a maior decepção do conservatório ,NÃO CONSEGUIA TOCAR NEHUM INSTRUMENTO , uma merda musical rsss Tão ruin que ninguém mais queria dar aulas pra mim, pois a cada 06 meses eu era reprovado em um instrumento ..primeiro violão...depois bateria ....depois piano....não adiantava eu não estudava nehum instruemnto e odiava estudar música ,pois era obrigado pelo meu pai e pela minha Tia que era professora do conservaotÁrio da cidade rsss
Depois de ser reprovado em 04 instrumentos por 04 semestres consecutivos....fui convidado a SAIR do conservaotÁrio de P.A. (Imagine minha Tia que era professora do Conserva rsss) Pois então chamaram o meu pai e falaram que eu não poderia estudar mais na escola e dsar lugar a outro , pois ja fazia 03 semestres que era reprovado e sem nehuma chance ou dom para música .Meu pai então implorou para dar mais uma chance pra mim (Ainda lembro disso rss) Eu perguntei a diretora do conservatório : Maestro não precisa tocar nehum instruemento certo ?
Ela disse : Correto , o maestro não precisa tocar , Então eu disse QUERO SER MAESTRO rsss Só para não precisar tocar nehum instrumento smile.gif
Mas não tinha cusro para maestro Mirin rsss pois eu tinha então quase 12 anos e não sabia tocar e nem cantar nada UMA MERDA MUSICAL rsss
Não existia na história do conservatório um aluno pior do que Ivan Meyer , a negação no mundo da música e das artes.

Foi então que depois de tomar varias reprovações e não conseguir tocar nehuma música em nehum dos instrumentos que estudei no conservatório, onde a piada era QUEM SERA O PRÓXIMO PROFESSOR DO IVAN ???
Pois era uma aberração musical,sem dom, sem talento, sem vocação ...

Até que um dia ....
Me colocaram para fazer aulas de flauta doce rsss
Eu era tão ruin que a professora amarrava meus dedos na flauta com durex ,para que eu tocasse somente a nota sol ela passou durex nos meus dedos prendendo os dedos na flauta e escreveu nos meus dedos SI, LA, SOL ...eu era tão sem jeito pra música que ela ficava assustada rssss

Mas ai eu consegui tocar uma música a famosa BAM BALALÃO do, do,do,sol....sol.do..do..do..sol...sol..do..do...do..re..re..re..sol..sol..sol..
.do......

Foi uma vitória smile.gif Depois de 02 anos de conservatório e ter passado por Violão, piano, bateria , eu consegui tocar uma música smile.gif
.
Ai eu gostei ...e comecei a estudar a flauta doce o dia inteiro....então aos 12 anos de idade ja estava tocando legal a flauta doce e algo mágico aconteceu como se tivessem apertado um botão em mim rsss Aos 13 anos eu tocava Clarinete, Contrabaixo acustico, flautas, Saxofone , piano e ganhei o apelido do Homem dos 07 instrumentos e virei alvo dos professores mas desta vez eles falavam Como é possível o Ivan estar tocando todos estes instrumentos ????Pois bem algo mágico aconteceu pois um dia eu acordei e cantava afinado, o ouvido ficou esperto, e lia partitura super bem aos 14 anos de idade já trabalhava profissionalmente com uma big Band onde eu era o Baixista delea e depois passei para o Clarinete e sax barítono.
E já tocava cello com um quarteto no Conservatório e depois em uma orquestra de camara .

Dos 14 aos 17 ganhei um monte de concursos de música entre conservatórios , toquei como premio no Concertos para a Juventude uma obra de Handel para Flauta e violão (Com Agileu Motta )

A verdade é que depois dos 13 anos eu estudei música pelo menos de 6 a 08 horas todos os dias inclusive sábados e domingos..

Queria ser um multi instrumentista e tocar vários e acabei conseguindo isso .

Aos 18 anos eu fui para São Paulo estudar música (Fazer Faculdade ,pois terminei o conservatório ) Aos 18 ja tocava Corne Ingles na Estadualzinha em Sampa e depois fiz teste para Cello na Estadualzinha e..
e entrei na ultima estante rsss Depois de 06 meses teve teste novamente entre todos e eu ganhei para Spalla e ai fiquei por 04 anos como spalla de cello da Estadualzinha em Sampa (Maestro Juan Serrano ) e então paralelamente eu dava aulas de saxofone no Souza lima em Sampa e acompanhava uma cantora e um grupo de Samba...
Onde então depois de ter feito aulas de cello no Festival de Campos do Jordão , onde eu estudava o concerto de Bocherinni em Bb maior para cello com o Mathias (Toca na sinfonica de Berlin ) O Mathias me disse : Se você conseguir chegar na Alemanha eu dou aulas de graça pra você e te dou uma força,mas precisa chegar lá.
.
Ai advinhem que banda de samba ia para Europa ? Exatamente a que eu tocava sax rsss Então vendi meu cello e comprei as passagens para Espanha, onde trabalharia alguns meses e depois ia para a Alemanha , só que o plano não funcionou como pensei sad.gif A banda de Samba estava sem trabalho e acabaram voltando e eu consegui trabalho como saxofonista com vários grupos de jazz e orquestra de baile ,mas fiquei sem tocar cello por 02 anos...depois comprei um cello la na espanha e comecei a tocar cello feito louco...o dia todo e acabei recuperanbdo um pouco a técnica e entrei para o estudio da RTVE onde eu fazia as trilhas sonoras com cello, flautas , sax e comecei a tocar cello com a turma do popular e do jazz.

Tinha eu 23 anos de idade em alguns meses rsss

Respondendo ao Guilherme- Pergunta 02
2. como voce encara a diferença no estudo da musica erudita e da musica popular, no que diz respeito a tecnica e linguagem? o que te toma mais tempo de estudo?
R: A diferença existe sim...principalmente quando uma das partes não conhece a outra, Mas quando conhecemos as 02 escolas (Erudito e Clássico ) sabemos admirar e respeitar e principalmente entender estas 02 grandes escolas .
reflita....
"O sábio avalia o ignorante porque já foi ignorante;
Mas o ignorante não pode avaliar o sábio, porque nunca foi sábio."
Quando só conhecemos somente um dos lado e achamos que somos sábios, não passamos de ignorantes....
Muitos músicos eruditos acham que o musico popular ou jazzista não passa de ignorantes...muito preconceito . O mesmo acontece com os músicos que só tocam jazz e não conhecem o erudito ,a ignorancia é do músico que a cultiva e não da música, pois música é apenas música .Assim como o homem inventou a religião para explicar Deus, os músicos inventaram os estilos para entender a música .
O que posso garantir é que TODO MÚSICO QUE ESTUDOU JAZZ E CLASSICO E NÃO JAZZ OU CLÁSSICO se torna um grande conhecedor do mundo da música.
..principalmente por quer a maioria dos músicos que só estudam o erudito , acha que o músico (Popular o jazzista ) toca de ouvido, por inspiração divina...
Pergunto :
É possivel compor uma sonata ou uma fuga sem nunca ter estudado ?????
Se você disse SIM existe gente que nunca estudou e mesmo assim consegue compor uma sonata ou uma fuga e escrever a bendita .
Então existe também gente que consegue improvisar e compor sem nunca ter estudado jazz .Mas acredito ser reencarnação de alguma alma musical .
.
Eu acho na minha opnião o JAZZ e o ClÁSSICO complementares entre sim.
A escola de todo JAZZISTA é a escola CLÁSSICA .
Todo músico clássico deveria estudar o Jazz , assim como faz todos os jazzistas .
Músico bom é o que topca os 02 estilos , onde a MUSICALIDADE esta acima da lei dos homens .

Na minha opnião é mais fácil virar um bom músico erudito em menos tempo do que virar um jazzista , Acho o jazz uma música que exige alem de domínio técnico e linguagem uma MUSICALIDADE muito alta, pois:
JAZZ = CRIAR
ERUDITO = RECRIAR
Um músico erudito batalha para conseguir tocar exatamente como fulano ou Beltrano. estudando inclusive a mesma cadência do concerto . Pense como é diferente uma audição para avaliar 02 músicos diferentes .
Para participar do Festival de Campos de Jordão o músico vai ser avalido pele que ele consegue RECRIAR alé no momento ou seja CONSEGUIR TOCAR UM TRECHO DO CONCERTO...
O jazzista ao ser avaliado, todos podem tocar a mesma música , mas aquele que tocar IGUAL a algo que ja existe , por exemplo O MESMO SOLO ESCRITO ou Improviso (Cadência ) é desclassificado...
Eu por exemplo, por improvisar com a flauta doce sou o Patinho Feio do mundo da flauta doce , mas a diferen';ca é que eu consigo fazer o que eles fazem (os eruditos ) mas eles alem de não conseguirem fazer o que faço ,eles nem entendem...
Posso não fazer no cello uma música erudita de nível alto, mas eu consigo entende-la . Ja um músico erudito quando escuta Charlie Parker tocando ou Coltranne, não entende nada e acha que é um monte de notas ao léo...
Por isso acho mais difícil atingir um nível alto no Jazz do que no erudito, pois RECRIAR ALGO QUE JÁ EXISTE É MUITO MAIS FÁCIL POIS TEMOS UMA REFERENCIA...MAS CRIAR ALGO QUE NUNCA ESCUTAMOS E EM TEMPO REAL, É MAIS COMPLICADO E EXIGE MAIS DA MUSICALIDADE DO MÚSICO.
RESUMINDO,: FELIZ DO MÚSICO QUE TEM A OPORTUNIDADE DE ESTUDAR A MÚSICA PELO TODO , PELA MÚSICA ,LIVRE DE BANDEIRAS E RÓTULOS.
Por isso gosto e escuto de tudo..Temn dia que acordo Beethoveniano..outros dias acordo Cesar Camatrgo Mariano...outros sou Arrigo Barnabé e outros sou Zézé...
Por isso frequento todas as comunidades, sejam baixistas , trompetistas ,etc...tô com todos, pois Musica é música e gosto de aprender coisas novas .


Respondendo ao Guilherme - Pergunta 03
3. eu vejo vc sempre muito empenhado em alguma nova empreitada, seja no estudo do oboe, gravações de jazz com flauta doce ou na construção do explicasax. quais são hj as suas aspirações como musico e professor? vc tem planos para medio e longo prazo que possa dividir com a gente?

R: O explicasax já tem 10 anos de existencia ...mais de 50 mil saxofonistas cadastrados e usuários ,esta indo super bem smile.gif

No momento estou escolhendo o repertório para um Show de sax ( Jazz ) na cidade de Socorro dia 16 de agosto .

Estou no terceiro periodo de Licenciatura na Unincor .

Quero ainda este ano gravar novas vídeo aulas (Sobre improvisação ) e comprar uma F250 cabine dupla para poder fazer uma viagem pela Patagonia junto com minha esposa smile.gif

Ela não quer ir de moto rssss

Obs: Ela é pianista Erudita e Popular e também cantora smile.gif


Respondendo ao Guilherme - Pergunta 04

4. quais são as caracteristicas mais importantes em um musico ou de um estudante de musica na sua opinião? o que alguem deve buscar para se tornar uma pessoa musical e um profissional de respeito?
R:
Para mim a maior caracteristica de um músico é O RESPEITO !
Respeito com os colegas, com os horários, com a partitura, com a harmonia, com os solos, com o instrumento, com seu tempo de estudo , enfim RESPEITO.
Minha opnião para que um músico possa se tornar musical, é importante :
ESCUTAR e REPETIR
ESCREVER e TOCAR
TOCAR e ESCREVER
CANTAR E TOCAR
TOCAR E CANTAR
Acho que seria muito legal você que esta lendo , assistir este workshop para músicos, onde eu falo para todos os instrumentistas e não para saxofonistas ,
É um workshop onde eu falo do DESENVOLVIMENTO DA MUSICALIDADE .
É muito legal e basta vocês lerem os comentários destes contrabaixistas que assistiram estes vídeos que coloquei grátis .
.
http://www.orkut.com...905043473443408
.
A DICA É : " QUEM SABE FAZ A HORA E NÃO ESPERA ACONTECER...."
Abs e obrigaduuuuu
Ivan Meyer


ESTA ENTREVISTA ESTA NA COMUNIDADE VIOLINOS NO ORKUT ONDE SOU MODERADOR

http://www.orkut.com...745261356527847


********************************************************************************
********************************************************************************
*
************

Samuel, muita gente acha que eu nascio sabendo tocar e não sabe o quanto eu ralei rsss

Abrs
Ivan Meyer


Ivan_Meyer_no_Contrabaixo_Acustico_1981.jpg

#9 CMC Sax

CMC Sax

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.725 posts
  • Gender:Male
  • Location:Campo Grande, MS.

Posted 23 junho 2010 - 03:23

Belíssimo post, prof Ivan...

Eu comecei a ler hoje pela manhã esse seu tremendo post e até agora estou digerindo tudo que citou.

Em breve, vou colocar algumas reflexões pessoais, que este seu post me trouxe, como raios e lampejos de pura inspiração.


Pesquisei algo na net sobre pensamentos sobre talentos, lá vão alguns(apesar de ser meio do contra em citar palavras de outros, gosto mais de usar palavras próprias):

1. "A sorte do gênio é 1% de inspiração e 99% de transpiração."[Thomas Edson]

2.“Penso 99 vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho no silêncio, e a verdade me é revelada."[Albert Einstein]

3."A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original." [Albert Einstein]

4."O estudo, a busca da verdade e da beleza são domínios em que nos é consentido sermos crianças por toda a vida." [Albert Einstein]

5."Existem apenas duas maneiras de ver a vida. Uma é pensar que não existem milagres e a outra é que tudo é um milagre." [Albert Einstein]

6."Os ideais que iluminaram meu caminho e sempre me deram coragem para enfrentar a vida com alegria foram a Verdade, a Bondade e a Beleza." [Albert Einstein]

7."Algo só é impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário." [Albert Einstein]

8."Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo." [Carlos Drummond de Andrade]

9.O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes. [Cora Coralina]

10.Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. [Cora Coralina]

11.As ideias belas e verdadeiras pertencem a todos [ Sêneca]

12.Vocação é diferente de talento. Pode-se ter vocação e não ter talento, isto é, pode-se ser chamado e não saber como ir. [Clarice Lispector]

13."Ninguém pode chegar ao topo armado apenas de talento. Deus dá o talento; o trabalho transforma o talento em gênio."[Ana Pavlova]

14.“Conhece-te a ti mesmo”(inscrição na entrada do oráculo de Delphos, no templo de Apolo, da autoria de Sócrates, na antiga Grécia).

Abração!
“Tupã rerobia re tebo// Teco puero neobopa// Ageirira yniye rebo// Sancta Maria
cupé// O mi by porangueté// Tomoye recoab orebo//"

#10 M á r i o

M á r i o

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.239 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo (interior)
  • Interests:Interação com todos os saxofonistas

Posted 23 junho 2010 - 04:06

Está aí... me esclareceu muito coisa... principalmente a resposta da questão número 2... toco erudito a 6 anos... mas somente hà pouco tempo estou tentando aprender o pop/jazz. Eu também gosto de tudo, porém tenho me dedicado muito mais ao erudito. Hoje classifico-me como músico de partitura, pois toco exatamente o que lá está, ou, toco exatamente aquilo que já ouvi, ou seja, imitação (como está descrito lá no blog do Wagner). Tenho uma dificuldade muito grande para criação, na hora do improviso, apesar de estudar muito as escalas, mas, realmente o caminho é esse, acho que preciso controlar a ansiedade, e dar tempo ao tempo... o negócio é continuar estudando muito. Vou dedicar-me mais a linguagem do jazz, que realmente, não é nada fácil, tenho adquirido alguns materiais como por exemplo Lennie Niehaus, vamos ver no que vai dar... uma coisa é certa... desistir... jamais!!!

Valeu Prof. Ivan!!!

Abraços!!!
MÁRIO SAX

Música... a eterna busca da perfeição!!!

Sax Soprano: Eagle SP502
Boquilha: Vandoren V5 S35 e S25
Palheta: Vandoren Java 2,5

Sax Alto: YAS 62 II
Boquilha: Ivan Meyer Pop 8* (2,50mm)
Boquilhas: Vandoren JJ A55, JJ A45 e JJ A95
Palheta: Ricco Select Jazz 2H Filed

Teclado Yamaha TSR185

Clarinete: Michael WCLM45 Bb
Boquilha: Fuks mod Vandoren 5JB
Palheta: Vandoren Tradicional 3


Blog: Saxofone e Música

#11 JANSENSAX

JANSENSAX

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.454 posts
  • Gender:Male
  • Location:brasilia

Posted 23 junho 2010 - 05:16

caraca só pra ter uma idéia eu tenho 26 anos, nasci em 1984.
Essa foto que o mestre IVAM postou é de 1981, eu ainda nem estava no saco do meu pai,rsrsrsrs e o mestre ja estava destruindo rsrsrsrsrs
Valeu IVAM pela sua força de vontade e empenho ,po que atrevez do seus esforço e dedicação, foi mudada a sua fida e a de milhares de pessoa assim como a minha, muito obrigado de coração que Deus te abençoe muito por isso.................]

SAX ALTO AMATI KRASLICE AAS 22
SAX ALTO SELMER REFERENCE 54
Boquilha: Vandoren Jumbo java a45
Boquilha: Selmer Jazz 7 METAL sax Alto
Boquilha: Gerenica Jazz 7 METAL sax Alto
VIOLÃO MENPHIS AC39NA
GUITARRA CONDOR ROCK
Equipamento de audio

Mesa de efeitos: Behringer1002fx
Microfone: microfone JTS cx 508

#12 Prof.Ivan Meyer

Prof.Ivan Meyer

    Fundador do Explicasax

  • Administradores
  • 13.559 posts
  • Gender:Male
  • Location:Pouso Alegre - Sul de Minas Gereais
  • Interests:Música e natureza

Posted 23 junho 2010 - 05:47

Jansen, assim você me mata de rir meu fio!!rsss

Abração
Ivan Meyer

#13 CMC Sax

CMC Sax

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.725 posts
  • Gender:Male
  • Location:Campo Grande, MS.

Posted 23 junho 2010 - 06:21

Para mim-sem querer julgar os demais posts- esse foi o mais fantástico de todos...

Pela essência contida...!!!

Tem um espectro de abrangência e profundidade excepcional!!!

Valeu, Prof!!!
“Tupã rerobia re tebo// Teco puero neobopa// Ageirira yniye rebo// Sancta Maria
cupé// O mi by porangueté// Tomoye recoab orebo//"

#14 Prof.Ivan Meyer

Prof.Ivan Meyer

    Fundador do Explicasax

  • Administradores
  • 13.559 posts
  • Gender:Male
  • Location:Pouso Alegre - Sul de Minas Gereais
  • Interests:Música e natureza

Posted 23 junho 2010 - 06:59

QUOTE(CMC Sax @ 23/06/2010 - 18:21) <{POST_SNAPBACK}>
Para mim-sem querer julgar os demais posts- esse foi o mais fantástico de todos...

Pela essência contida...!!!

Tem um espectro de abrangência e profundidade excepcional!!!

Valeu, Prof!!!


Grande Clóvis, as vezes olhamos para o retrovisor da nossa vida e vemos lá tras....bem la tras...coisas importantes que nem mais lembramos . As vezes eu tiro o pé do acelerador e deixo a poeira me alcançar e passar a frente .Só para sentir o cheiro de terra e lembrar que antes eu andava descalço.
Tudo fica embassado ..mas eu já conheço o caminho e depois que a poeira baixa eu sigo em frente e novamente olho o retrovisor e lá esta a poeira me seguindo.... Se eu paro ela me alcança se eu acelero ela me segue sem fim.

O estudo da música é assim... uma carro que acelera por caminhos sem fim, mas com muitas encruzilhadas pela frente e a maioria sem placas dizendo é por aquí.

Nessa hora é preciso ter muita calma .

No Improviso é preciso ter calma .

Quando chega a grande hora...
A música te acalma antes que acordes alguem já te notas.
Na manhã frígia eres dominante de um Sol maior na invernada .
Alterada fica a lua e a eterna namorada das estrelas diminutas.

O céu é um Blues de 12 meses com acordes agostos onde eu improviso as vezes.
A música que te acalma traz em mim lembranças de outrora .
Prefiro acordes sem terças antes que me aborreça. .
O Céu é um Blues de acordes negros onde faz minha cabeça.

Quando chega a grande hora ..é preciso ter muita calma !
Cordas velhas não afinam...Maestros não ensinam...Acordes que desanimam...
Mas no final tudo isso me seduz se tem um baixo que conduz...
O Céu é um blues de 12 meses de acordes negros que substituem as vezes ...

Nesta hora é preciso ter calma ..você já se viu um baixo acústico sem alma ?
Talvez essa seja a hora pois antes que te acordes alguém ja te notas.
Acordes perfeitos são simples , os alterados são complicados ..
Meu blues tem 12 meses mas eu nasci foi de 9 meses...
Afinal só acordes são perfeitos porque aqui ninguém é perfeito smile.gif

Mil vezes nasceria músico ...
Mil vezes sonhei um sonho que para muitos é utopia
Mil vezes vivi a vida que ninguém toparia.
Mil vezes ser músico do que ter uma vida fria

Mil vezes nasceria músico...
Mil vezes o mesmo ensaio , a mesma melodia a mesma maestrina.
Mil vezes ser músico do que ser escravo da rotina
Mil vezes nasceria músico para ter a mesma sina .

Mil vezes morri músico ....
Mil vezes nasci sem rumo , hoje escuto calado os solos que não fiz ao seu lado.
Mil vezes morri músico....Mil vezes nasci músico.
Mil vezes perdi o tom ,o compasso e o que realmente faço.

Mil vezes escutei a música que te enfeitiçou.
Mil vezes nasceria músico para tocar nessa orquestra que já acabou.
Mil vezes pedi o lá ....Mil vezes me perdi por lá ..Mil vezes fiquei fora de si .
Mil vezes fui a coda antes da bendita hora .

Mil vezes nasceria músico...
Mil vezes ser São Jorge sem dragões , sem espadas e sem castelos ...
Mil vezes ser sancho pança do que não ter lembranças.
Mil vezes soprarei a música para que o mundo tenha esperança.

Mil vezes nasceria músico....hoje já não te peço o lá, já me perdi por lá .
Mil vezes cai em si , Mil vezes não tive Dó .
Mil vezes fui lá e nunca te encontrei , Onde estão as melodias que ouvias quando dormia ?
Mil vezes ensaiei a mesma música , Mil vezes te deixei confuzas quando fui breve .

Meu Deus , onde foi que acertei ?
Mil vezes muito obrigado por músico ter me tornado !
Mil vezes agradesço a tí , que fez do som meu dom.
Mil vezes nasceria músico para morrer feliz

O que seria da vida se nela não existisse a poesia ?

A poesia esta no ar ...esta no mar...está na imensidão dos corações
A poesia transforma a música fria que habita em corações descompassados.
Quem tem sentimentos é porque já teve sofrimentos....

O coração quarda horizontes belos para manhas de domingo sem sol ...
A poesia esta na música fria das palavras que ferem o poeta em sí..
Porque a vida nos revela amigos por linhas tortas ? Sei lá...
Como é belo sentir o amor que invade sem dó...

A Garota de ipanema que vem e que passa alfazema
Se dizer que eu desafino amor provoca em mim muita dor.
Triste é viver na solidão sem nada ter para contar...
Vou te contar...as coisas já não podem ser retrato em preto e branco.

A vida sem poesia reflete em solos de lobo solitário.
Somente a poesia contida nas músicas alimenta a matilha .
Não faça da música uma armadilha ,procure poesias para seu dia a dia .
A música esta no ar ...e o ar é necessário e onde esta a poesia ?

Abrs
Ivan Meyer




#15 PauloFlautista

PauloFlautista

    Usuário Participativo

  • Membros
  • PipPip
  • 296 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo
  • Interests:Flauta e Sax

Posted 23 junho 2010 - 07:06

Mestre Ivan,
Realmente seu texto é um canhão atômico de motivação para todos os músicos de todos os níveis! Eu sou professor na área de engenharia e sempre acho que um ingrediente fundamental do bom professor é saber motivar e dar as lições e os exemplos certos na hora certa. No caso, a história do proprio Ivan é o melhor exemplo de como devemos encarar nossas dificuldades musicais. Em música, como em tantas outras atividades, seremos eternos alunos, e o texto do Ivan é para ser relido para nos dar força de quando em quando. Muito obrigado Professor Ivan!

Flauta Yamaha YFL-381
Sax tenor Yamaha YTS-62

Sax tenor Yamaha YTS -82Z Custom 
Boq. Otto Link Metal NY 7*
Email: paulo101059 gmail.com


#16 CMC Sax

CMC Sax

    Membro Efetivo do Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 1.725 posts
  • Gender:Male
  • Location:Campo Grande, MS.

Posted 24 junho 2010 - 09:31

Oi, Prof e pessoal...

Esse negócio de talento, dom, é uma coisa séria.
Desde pequeno, seja na escola, família e na própria sociedade, somos conduzidos a sermos e a fazermos coisas que em muito nos afastam do centro de nós mesmos.
Creio que todas as pessoas sentem-se ser especiais em alguma área(música, ciências exatas/humanas, desenho, esportes, política, filosofia, espiritualidade, escrita e etc.), mas que por diversas circunstâncias são conduzidas para algo bem distinto daquela força interior que possui potencialmente, mas que ele ainda “desconhece”, talvez pela falta de oportunidades, ignorância, meio cultural, educação, família, inércia social...

Quantos pessoas adentram em profissões que não lhe são “naturais”? Hoje em dia é normal nos depararmos com um médico totalmente apático, sem vontade, negligente, desumano, interesseiro. E advogados? E sacerdotes? E políticos? Líderes espirituais? Porque essas pessoas investem tanto tempo de suas vidas-senão toda a vida!- em gastar energia em uma atividade por motivos de ego, de interesses mesquinhos, por ignorância, por uma falta de aconselhamento, por se conhecer muito pouco, por se deixar levar pelas circunstâncias de riqueza, status, fama, ter mais e mais...? Quanta energia gasta, para o sofrimento próprio e alheio!

Podemos perceber essa falta de identificação profissão e alma, juntas, em profissionais sem aquela espontaneidade, amor, alegria. Estão sempre de mal humor, sem aquele brilho, desconhecedor, desinteressado com o próximo, voltado só para si, se autodegenerando.

A sociedade-cultural atual em muito contribui para esse absurdo, pois algumas profissões são colocadas em altos palanques, em destaques, em relação a tantas outras. Algumas profissões são muito bem remuneradas, contrastando com outras que são sinônimas de pobreza, miséria, discriminação. É a tal da cultura(banal) do “sucesso”, onde só o sucesso é que interessa; onde o importante é ser o maioral, “the best”, o rei da cocada-preta, ter muita grana; e o para o “derrotado” a desgraça do anonimato, a pobreza, a discriminação, de ser “mais um, dentre tantos”; e ao “vitorioso” a glória do herói, do exemplo, da genialidade, o “único, dentre poucos”.

Creio que só existe um único caminho para que este “problema”: conhecer profundamente a si mesmo. Uma velha máxima que é mais moderna do que a mais avançada das tecnologias, das ciências, dos métodos, das leis, das culturas, dos comportamentos... E para conhecer-se cada mais exige-se muita atenção(que posso também chamar de treinos, estudos, conhecer as ferramentas que existem e etc).

Cada qual compreendo a si mesmo com certeza irá se deparar com sua especificidade, especialidade( o dom), dentro de essa bagunça e frenesi de individualidades disfarçadas e camufladas e, sendo assim essa pessoa(talvez tida, para os outros, sejam "gênios", "santos", "mestres", "salvadores", "líderes"..) irá com certeza inovar e transformar o mundo externo; colocar algo mais, diante de toda esta banalidade e futilidade existentes.

Tenho certeza de que cada ser possui sua especialidade, seu dom, sua frequência...( a natureza é assim, nada é igual, tudo tem sua especialidade, unicidade e, ao mesmo tempo, ela é tão Única); mas, para SER essa especialidade, deverá compreender-se com mais profundidade, sem se deixar ser conduzido pelos que os outros(sociedade, cultura, família, status, fama, sucesso, “número 1”, “o salvador”...) afirmam o que nós somos e seremos.

Abraços!

“Tupã rerobia re tebo// Teco puero neobopa// Ageirira yniye rebo// Sancta Maria
cupé// O mi by porangueté// Tomoye recoab orebo//"

#17 stuart

stuart

    Parceirão Explicasax

  • Membros
  • PipPipPipPipPip
  • 3.680 posts
  • Gender:Male
  • Location:Catanduva - Sp

Posted 24 junho 2010 - 01:06

Show De Bola!!!

E-mail : rafasaxtenor@yahoo.com.br
 
Pq Todo Aquele Que Tem Folêgo, Louve Ao Senhor!!!
 
WHATS - 17 - 99147-7430...
 
Setup Atual

Sax Tenor Bb - YTS25. / Boquilha TKDG#8 ( Guardalla King ) / Palheta Fiberreed Carbon Medium 

Sax Alto Eb - Yas32 Purple. / Boquilha Ever-ton Full Pop#7 / Palheta Vandoren Java 2,5

Sax Soprano Reto Bb - Shelter TJS ( Primeira Safra ). / Boquilha Beechler Belite #8 / Palheta Vandoren ZZ 2,0

Sax Soprano Curvo Bb - Waldman. / Boquilha Ever-ton K´séries #7 / Palheta Vandoren Java 2,0

Sax MIDI Akay EWI USB...

Correias e Abraçadeiras FreeSax.

Microfone Karsect Lapela / Microfone Arcano / Microfone Yoga / Microfone By Stuart

Mixer Behringuer Fx / Pedaleira Digiteki Vx300 / Nanoverb Alesis

Suportes Hercules e Handmade...

 

 


#18 Irwin Gomes Sax SP

Irwin Gomes Sax SP

    Usuário Destaque

  • Membros
  • PipPipPipPip
  • 533 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo - SP

Posted 05 agosto 2010 - 06:47

Cara sem palavras...o primeiro texto, a entrevista do Profº Ivan...Tudo!!!

Leria de novo, mais ou menos ''Mil Vezes'' laugh.gif
<!--sizeo:3--><span style="font-size:12pt;line-height:100%"><!--/sizeo--><!--coloro:#2E8B57--><span style="color:#2E8B57"><!--/coloro-->Irwin Gomes
Sax Alto Weril Spectra
Sax Alto Weril Alvorada (VINTAGE)
Boquilha Woodwind, Jaf A37
Palheta Fribracell, La Voz Medium 2 1/2<!--colorc--></span><!--/colorc--><!--sizec--></span><!--/sizec-->

Querendo um Bb...

#19 Robert Sax

Robert Sax

    Usuário

  • Membros
  • Pip
  • 5 posts
  • Gender:Male
  • Location:Taquaritinga do Norte-PE

Posted 30 agosto 2010 - 03:17

Gostei Prof.São palavras de um grande homem sábio.Com certeza v/c tem sido pedra fundamental no ensino de saxofonistas desse Brail.Grande admiração por ti.

#20 JhonnySAx

JhonnySAx

    Usuário Destaque

  • Membros
  • PipPipPipPip
  • 569 posts
  • Gender:Male
  • Location:Maceió - AL
  • Interests:Música!!

Posted 30 agosto 2010 - 03:41

Puxa vida!! Depois de uma aula de incentivo dessas, só nos resta seguir o conselho do Mestre, que com seu proprio exemplo nos tem mostrado o quanto isso é verdade!!




0 user(s) are reading this topic

0 members, 0 guests, 0 anonymous users